Destaques

Resenha da HQ Y: O último homem Vol. 5

Em
10 maio, 2021
Por Dora Sales
Capa da HQ Y: O último homem Vol. 5

Olá Lebres! A HQ de hoje é o quinto e último volume do brilhante quadrinho distópico Y: O último homem, escrita por Brian K Vaughan e desenhado por Pia Guerra. A HQ está para receber uma adaptação para a TV e por essa razão achei que seria interessante fazer uma resenha completa de toda a série de quadrinhos. Confira a resenha:
Resumo da obra: Em 2002 a Terra mudou para sempre. Todas as criaturas com um cromossomo Y morreram instantaneamente ao redor do globo. Com a perda de mais da metade da população, a sociedade está à beira do colapso e cabe às mulheres o fardo de juntar os pedaços e tentar manter nossa civilização. Mas esse “generocídio” não foi tão completo assim. Por alguma misteriosa razão, Yorick e seu macaco de estimação foram poupados do extermínio. Do dia para a noite, esse desconhecido de vinte e poucos anos virou a pessoa mais importante do planeta e a chave para decifrar o mistério que varreu o sexo masculino do mapa. Só que para ele a pessoa mais importante do planeta é sua namorada, e ela está no outro hemisfério, na Austrália. E nada o impedirá de ir ao encontro dela. Nessa cruzada por um mundo pós-masculino, homem e macaco descobrirão quão valiosos se tornaram: um como prêmio, o outro como alvo. 
Capa da HQ Y: O último homem Vol. 5Roteiro: Brian K Vaughan 
Desenhos: Pia Guerra, José Marzán Jr
Cores: Pamela Rambo
Tradução: Fábio Fernandes
Letras: Daniel de Rosa
Editores: Fabiano Denardin
Número de páginas: 328
Editora: Panini
Volume: 5
Preço de capa: R$ 72,00
Minha Avaliação: 

No último volume de Y – O último homem Yorick busca uma cura para um mal que atingiu a Dra. Mann e ao lado de suas amigas acaba sendo aprisionado pela assassina Toyota, conhecendo um pouco mais sobre a mulher e também sobre a praga.

 

Uma nova teoria surge sobre o motivo da extinção que atingiu o planeta e parece que os personagens estão cada vez mais próximos de uma reposta e Yorick está mais perto de encontrar sua namorada Beth

 

Vemos ao longo da série literária um crescimento dos personagens que acompanhamos. Personagens como 355 e Dra. Mann acabam se desenvolvendo ainda mais que o protagonista, ganhando cada vez mais foco nesta história.

 

De maneira brilhante, o roteiro se despede de cada personagem que conhecemos, dando um final para todos eles e amarrando seus núcleos. O volume está longe de apresentar um final feliz, mas ele se mostra bastante otimista em relação ao futuro, encerrando a série de maneira satisfatória.

 

É claro que nem todos os leitores irão gostar do final, mas particularmente gostei bastante e não imaginaria outro no lugar deste. Espero que o live action que está em desenvolvimento esteja à altura dos quadrinhos e desenvolva tão bem os personagens quanto o roteiro de Brian K Vaughan o fez. 


Esta edição da Panini foi elaborada em Capa Dura de Luxo com lombada quadrada, papel couché e em formato grande (19x28). O volume contém as edições Y: The Last Man 49-60.

Sobre o autor
Brian K Vaughan

Brian K. Vaughan é um escritor de histórias em quadrinhos e roteirista de televisão nascido em Cleveland em 17 de julho de 1976. Entre seus trabalhos de maior sucesso estão as histórias em quadrinhos Runaways, Pride of Bahgdad, Paper Girls e Y: The Last Man. Na televisão, produziu roteiros para alguns episódios da famosa série Lost, e foi o principal produtor-executivo e roteirista da primeira temporada da série Under the Dome. 


Sobre a Ilustradora
Pia Guerra

Pia Guerra é uma autora de histórias em quadrinhos americanas, conhecido por seu trabalho como desenhista na série Y: The Last Man, criada ao lado de Brian K. Vaughan e vencedora do Eisner Award de "Melhor Série" em 2008
Mas e aí? Já leram Y: O último homem? Estão ansiosos pela série? Deixem suas opiniões nos comentários e até a próxima postagem!
Continue lendo

Resenha do livro O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel

Em
07 maio, 2021
Por Dora Sales

Olá Lebres! A postagem de hoje é a resenha do livro A sociedade do Anel, primeira parte do romance fantástico escrito por J.R.R, O senhor dos anéis, considerado um dos maiores clássicos da literatura fantástica. Vamos conferir a resenha dessa interessante obra?
Resumo da obra: O volume inicial de O Senhor dos Anéis, lançado originalmente em julho de 1954, foi o primeiro grande épico de fantasia moderno, conquistando milhões de leitores e se tornando o padrão de referência para todas as outras obras do gênero até hoje. A imaginação prodigiosa de J.R.R. Tolkien e seu conhecimento profundo das antigas mitologias da Europa permitiram que ele criasse um universo tão complexo e convincente quanto o mundo real.

Capa do livro Orlando, uma biografia
Título original: The Lord of the Rings: The Fellowship of the ring
Autor: J.R.R Tolkien
Tradução: Ronald Kyrmse
Número de páginas: 576
Editora: Harper Collins
Ano: 2015
Idioma: Português (Brasil)
Preço: R$ 69,90
Minha Avaliação: ★★★


Considerado um livro de alta fantasia, O senhor dos anéis foi escrito por J.R.R Tolkien como uma continuação de O Hobbit. Dividida em três partes, a obra já foi traduzida para mais de 40 línguas, tendo vendido milhões de cópias.

 

A primeira parte da obra, A Sociedadade do Anel, acompanha o Hobbit Frodo Bolseiro que recebe de seu tio, Bilbo Bolseiro (protagonista de O Hobbit), um belíssimo anel. Não tratava de um anel comum, O Um Anel possuía imenso poder, tendo sido criado pelo senhor sombrio Sauron. Se Sauron obtivesse o anel novamente, dominaria de uma vez por todas a terra média.

 

O Mago Gandalf convence Frodo a partir em uma missão para destruir o anel e o jovem leva seus amigos Sam, Merry e Pippin para o acompanhar. Seu destino é chegar em Valfenda, um reino habitado pelos poderosos e belos elfos.

 

Durante o conselho de Elrond, o mestre de Valfenda, é formada a Sociedade do Anel, composta pelos Hobbits Frodo, Sam, Merry e Pippin; pelos homens Aragorn e Boromir, pelo elfo Legolas, o anão Gimli e pelo mago Gandalf.

 

Juntos seguirão em direção ao sul, com o objetivo de guiar Frodo (o portador do anel) até o Monte da perdição, onde o anel deverá ser lançado ao fogo de Orodruin. A história tem sua continuação na segunda parte de O senhor dos anéis, intitulada As Duas Torres. 


A edição da Editora Harper Collins é linda, mede aproximadamente 21cm x 14 cm, é em capa dura, possui ao todo 576 páginas e conta com mapas das principais regiões da Terra Média e ilustrações.

Sobre o Autor

John Ronald Reuel Tolkien, conhecido internacionalmente por J. R. R. Tolkien foi um premiado escritor, professor universitário e filólogo britânico, nascido na África em 1892, que recebeu o título de doutor em Letras e Filologia pela Universidade de Liège e Dublin, em 1954, e autor das obras como O Hobbit, O Senhor dos Anéis e O Silmarillion. Em 28 de março de 1972, Tolkien foi nomeado Comandante da Ordem do Império Britânico pela Rainha Elizabeth II.


Mas e aí? Já leram O senhor dos anéis ou outro livro de J.R.R. Tolkien? Não se esqueçam de deixar suas opiniões e dicas nos comentários e até a próxima postagem!
Continue lendo

Resenha da HQ B.P.D.P Inferno na Terra Vol. 2: Deuses e Monstros

Em
03 maio, 2021
Por Dora Sales
Capa B.P.D.P Inferno na Terra Vol. 2


Olá Lebres! A resenha de hoje será de uma HQ recebida diretamente da Mythos Editora, trata-se da HQ B.P.D.P Inferno na Terra Vol. 2: Deuses e Monstros, apresentando mais uma aventura dos agentes da B.P.D.P e Helboy Vamos ler a resenha?
Resumo da obra: Desde a cataclísmica batalha entre Hellboy e o Dragão do Apocalipse, que culminou na morte do herói, fendas dimensionais continuam surgindo no mundo inteiro. Invisíveis aos olhos humanos, são portadoras escancaradas pelas quais criaturas inomináveis invadem o planeta. 

Capa da HQ B.P.D.P Inferno na Terra Vol. 2Roteiro: Mike Mignola, John Arcudi
Desenhos: Guy Davis, Tyler Crook, 
Tradução: Érico Assis, Pedro Bouça
Letras: Silvia Lucena  
Editores: Dorival Vitor Lopes
Número de páginas: 148
Editora: Mythos Editora
Volume: 2
Preço de capa: R$ 77,90
Minha Avaliação: 

Em B.P.D.P Inferno na Terra Vol. 2: Deuses e Monstros, após os acontecimentos do volume anterior, o mundo tem sido invalido por bizarras criaturas que saem por fendas dimensionais. Neste cenário, acompanhamos um grupo de jovens liderado por uma clarividente conhecida como Fenix, que tem previsto catástrofes.


A B.P.D.P tem interesse em encontrar Fenix e seus companheiros para interrogá-los e manda o agente Abe Sapien para cuidar do caso.  No entanto, capturar esses sujeitos não será uma tarefa tão simples assim. 


O volume, apesar de não trazer grandes novidades e nem uma história tão original, ainda é bastante interessante e um ótimo entretenimento, repleto de situações pós apocalípticas, violência estrema e bastante conflito sobrenatural. O volume ainda conta com páginas extras com esboços e curiosidades de roteiro. 


A edição da Mythos Editora é um lançamento de 2020, está em formato pequeno (17x26), em capa dura e lombada quadrada e possui ao todo 148 páginas. A edição conta com prefácio escrito pelo editor Júlio Schneider, recapitulando a história do personagem.

Sobre o Autor e o Ilustrador

Capa B.P.D.P Inferno na Terra Vol. 2


Michael Joseph Mignola é um autor norte-americano de história em quadrinhos, trabalhando como roteirista tanto quanto artista. Nasceu em 16 de Setembro de 1960, em Berkeley, Califórnia. Vive em Nova Iorque com a sua esposa e filha. A sua distinta arte já foi denominada como o expressionismo alemão misturado com Jack Kirby. É o criador da série em quadrinhos Hellboy, pela qual recebeu Prémios Harvey e Eisner. Em 1999, foi finalista para o Prêmio da Associação de Escritores de Terror Bram Stoker.

Mas e aí? Conhecem o universo do B.P.D.P? Já leram algum dos quadrinhos? Estão acompanhando as publicações da Mythos Editora? Deixem suas opiniões nos comentários e até a próxima postagem!
Continue lendo

Resenha da HQ Júlia Vol.15: Morte Segurada

Em
26 abril, 2021
Por Dora Sales

Olá Lebres! A resenha de hoje será de uma HQ recebida diretamente da Mythos Editora, trata-se da HQ Júlia Kendall Vol.15: Morte segurada, volume que trás mais uma aventura da criminóloga italiana. Vamos ler a resenha?
Resumo da obra: A pacata e idílica vida de Virgínia sofre uma terrível reviravolta quando ela começa a ser ameaçada pelo que acredita ser o espírito do seu falecido primeiro marido. A criminóloga Júlia Kendall tenta elucidar os sinistros crimes cometidos e chega a embarcar para a ensolarada Flórida para pôr um fim a esse mistério que pode ter sua resolução no fundo do mar.

Capa da HQ Júlia Vol. 15Roteiro: Giancarlo Berardi
Desenhos: Giancarlo Caracuzzo
Tradução: Júlio Schneider
Letras: Marcos Maldonado  
Editores: Dorival Vitor Lopes
Número de páginas: 132
Editora: Mythos Editora
Volume: 15
Preço de capa: R$ 29,90
Minha Avaliação: 

Em Júlia Vol.15: Morte Segurada, Virgínia Field recebe constantemente ameaças de seu ex-marido Mike Gilliam por telefone, o que a faz sofrer com pesadelos durante a noite, afinal, seu ex-marido na verdade está morto. Virgínia só decide procurar ajuda policial quando seu atual marido morre em um acidente de carro, que ela desconfia ter sido causado pelo autor das ameaças. 


O amigo de Júlia, Leo Baxter acaba ficando com o caso da viúva, mas pede para que a criminóloga lhe dê uma mãozinha para entender a situação. Os dois interrogam Virgínia para saber mais sobre o passado e a morte de Mike e partem em uma viagem à Flórida para encontrar o corpo do homem.


O volume trás mais uma excelente aventura de Júlia Kendall, cercada de mistérios e reviravoltas, além disso, trás algumas referências literárias imperdíveis que ajudam a criminóloga a chegar na conclusão do caso. Vale a pena conferir o volume! 


A edição da Mythos Editora é um lançamento de 2020, está em formato pequeno (21x16), em capa cartão e lombada quadrada e possui ao todo 132 páginas. A edição conta com prefácio escrito pelo editor Júlio Schneider, recapitulando a história do personagem. 

Sobre o Autor e o Ilustrador


Giancarlo Berardi é um quadrinista italiano, mais conhecido por seus trabalhos nas revistas Ken Parker e Julia. Nasceu em Gênova em 15 de novembro de 1949, Itália. Ganhou o Troféu HQ Mix de melhor roteirista em 2002 pela edição brasileira da revista Ken Parker.

Mas e aí? Conhecem o universo de Júlia Kendall? Já leram algum de seus quadrinhos? Estão acompanhando as publicações da Mythos Editora? Deixem suas opiniões nos comentários e até a próxima postagem!
Continue lendo

Resenha da HQ Mágico Vento Deluxe Vol. 7

Em
19 abril, 2021
Por Dora Sales

Olá Lebres! A resenha de hoje será de uma HQ recebida diretamente da Mythos Editora, trata-se da HQ Mágico Vento Deluxe Vol. 7, volume que trás duas aventura do nosso herói do faroeste. Vamos ler a resenha?
Resumo da obra: O ritual da concórdia está em perigo: Iktomi, o demônio dos enganos, quer semear confusão e loucura na tribo de Mágico Vento. Para derrotar a ameaça, é preciso manter a verdade firme no coração e seguir o demônio sem trégua até que ele se veja forçado a assumir suas verdadeiras feições. Mas o xamã branco dos lakotas vai correr um perigo mortal, porque Iktomi é um pesadelo que pode matar!

Capa da HQ Dylan Dog O caminho da vidaRoteiro: Gianfranco Manfredi
Desenhos: Giuseppe Barbati, Bruno Ramella
Tradução: Érico Assis, Pedro Bouça
Letras: Silvia Lucena  
Editores: Dorival Vitor Lopes
Número de páginas: 200
Editora: Mythos Editora
Volume: 7
Preço de capa: R$ 51,90
Minha Avaliação: 

Em Mágico Vento Deluxe Vol. 7, somos apresentados a duas histórias completas do personagem, intituladas "O demônio dos enganos" e "Dança  dos Espectros.


Na primeira história o leitor toma conhecimento de um costume dos Lakota, a realização a cerimônia Hunka, onde cada pessoa adota alguém e jura protegê-la. Tal ritual se mostra necessário para que o povo possa se proteger uma divindade enganosa que provoca a desunião entre os povos. Mágico Vento terá que enfrentar esta divindade para salvar sua aldeia.


Já na segunda história apresentada pelo volume, após ocorrido um evento sobrenatural na aldeia de Mágico Vento, um jovem aparece com a solução dos problemas ao apresentar a dança dos espectros, um ritual para unir todas as tribos.


As duas histórias são bastante interessantes e trazem diversas referências. Além disso, nos apresenta um pouco das lendas indígenas e da cultura dos nativos americanos, tudo isso mesclando as aventuras sobrenaturais e de faroeste. Vale a pena conferir este belíssimo volume. 

A edição da Mythos Editora é um lançamento de 2020, está em formato grande (19x26), em capa dura e lombada quadrada e possui ao todo 200 páginas. A edição conta com prefácio escrito pelo editor Júlio Schneider, recapitulando a história do personagem.

Sobre o Autor e o Ilustrador


Gianfranco Manfredi é um cantor e compositor italiano, escritor, roteirista e ator, nascido em Senigallia em 26 de novembro de 1948. Nos anos 90, iniciou uma intensa atividade como escritor de quadrinhos, dando à luz os personagens de Gordon Link (para o Dardo Editorial) e Magico Vento (criado em 1997 para Sergio Bonelli Editore e continuou até 2011 para um total de 130 números mais um especial). Desde 1994, ele começou a escrever histórias para Dylan Dog , criando um total de sete livros regulares, além de vários contos para livros especiais e fora de série.

Mas e aí? Conhecem o universo de Mágico Vento? Já leram algum de seus quadrinhos? Estão acompanhando as publicações da Mythos Editora? Deixem suas opiniões nos comentários e até a próxima postagem!
Continue lendo

Resenha do livro Anotações de um jovem médico e outras narrativas

Em
16 abril, 2021
Por Dora Sales


Olá Lebres! Hoje estou aqui para apresentar a resenha do livro Anotações de um jovem médico e outras narrativas, escrito pelo autor russo Mikhail Bulgákov Vamos conhecer a obra melhor?
Resumo da Obra: Reunindo nove narrativas ficcionais, Anotações de um jovem médico traz alguns dos primeiros experimentos literários de Mikhail Bulgákov (1891-1940), um dos mais aclamados escritores russos do século XX, autor de O mestre e Margarida. Publicados entre 1925 e 1926 em um periódico soviético direcionado aos trabalhadores da medicina, estes textos têm como base a experiência do próprio autor nos anos de 1916 e 1917, quando, logo após obter o diploma de médico na maior universidade do país, foi enviado para atuar em um pequeno hospital no interior da Rússia. Além do ciclo de contos “Anotações de um jovem médico”, o volume inclui a novela “Morfina” e a narrativa curta “Eu matei”, também de cunho autobiográfico.

Capa do Livro A casa da floresta
Título original: Zápiski iúnogo vratchá
Autor: Mikhail Bulgákov
Tradutor: Érika Batista
Número de páginas: 216
Editora: 34
Edição: 1ª edição
Ano: 2020
Idioma: Português (Brasil)
Preço: R$ 54,00
Minha Avaliação: ★★

Em "Anotações de um jovem médico" acompanhamos a história de um médico recém-formado que vai trabalhar em um pequeno hospital no interior da Russia e, por ser o único médico da cidade, enfrentará inúmeras dificuldades para executar sua profissão, devido a pouca experiência. 

A obra, apesar de possuir caráter ficcional, também tem cunho autobiográfico, visto que Mikhail Bulgákov era médico e passou por dificuldades nesta época de sua vida. Além deste primeiro conto, os outros dois contos presentes na edição mostram esta semelhança entre a obra e vida do autor. No conto "Morfina" o autor conta a sua luta contra o vício que desenvolveu durante sua jornada como médico. Enquanto em "Eu Matei", o autor narra suas experiências durante a Guerra Civil.

Apesar de não parecer, a obra é bastante engraçada, pois trás situações tragicômicas vividas pelo jovem médico. Além disso, a escrita do autor consegue transportar o leitor para o ambiente hospitalar, o que torna a obra ainda mais interessante de acompanhar. 

Esta obra foi adaptada para a TV em 2012, contanto com Daniel Radcliffe e John Hamm no elenco desta hilária história. Recomendo fortemente para quem ainda não conhece. Alguém já viu a série? Gostaram?

A Editora 34 repete o lindo acabamento já visto em obras anteriormente publicadas. A edição é em capa cartão, páginas amareladas, medindo aproximadamente 20 cm x 14 cm e possuindo cerca de 216 páginas. 
Sobre o Autor


Mikhail Bulgákov
, foi um médico, escritor e dramaturgo russo nascido em 10 de março de 1940 em Kiev, Rússia. O escritor foi responsável pela criação de diversas obras importantíssimas para a literatura russa, como por exemplo: O Mestre e Margarida (sua principal obra), Ovos Fatais, Diabolíada, Anotações de Um Jovem Médico (que serviu de inspiração para a série Diário de Um Jovem Médico, já falamos dela aqui no blog, se quiser ver, clique no link), Um Coração de Cachorro e Outras Novelas, entre outros.

Mas e aí? Já leram Anotações de Um jovem médico? Já leram outra obra do autor? Não se esqueçam de deixar suas opiniões e dicas nos comentários e até a próxima postagem!
Continue lendo

Resenha da HQ Júlia Vol.14: O caçador

Em
12 abril, 2021
Por Dora Sales

Olá Lebres! A resenha de hoje será de uma HQ recebida diretamente da Mythos Editora, trata-se da HQ Júlia Kendall Vol.14: O caçador, volume que trás mais uma aventura da criminóloga italiana. Vamos ler a resenha?
Resumo da obra: Um maníaco rapta jovens mulheres e depois as liberta no bosque, restando a elas uma só possibilidade: correr! Mas é exatamente isso que o maníaco deseja, pois ele caça e abate as vítimas com fúria selvagem. Um jogo sádico e cruel que Júlia precisa ajudar a resolver. Uma missão muito difícil para a jovem investigadora, que deverá arriscar-se muito para tentar entender a mente do monstro a fim de prever os próximos movimentos do “caçador”!

Capa da HQ Júlia Vol.14Roteiro: Giancarlo Berardi
Desenhos: Giancarlo Caracuzzo
Tradução: Júlio Schneider
Letras: Marcos Maldonado  
Editores: Dorival Vitor Lopes
Número de páginas: 132
Editora: Mythos Editora
Volume: 14
Preço de capa: R$ 29,90
Minha Avaliação: 

Em Júlia Vol.14: O caçador, Edna Forbes foi encontrada nua e morta em um bosque, meio devorada por animais, tudo o que usava era uma velha aliança com o nome de Wade Pitman, seu ex-marido.


Júlia, ao lado do Tenente Webb e de Irving, vai até o local do crime para interrogar Pitman e averiguar o local. O xerife Riggs e o doutor Cage auxiliam na investigação ao apresentarem mais detalhes sobre o caso, como por exemplo, que o autor do crime torturou a vítima durante dias e que ela foi deixada no bosque para poder fugir e ser caçada por ele.


Em meio a investigação, outro corpo aparece no mesmo local, levando a crer que o autor dos crimes tem alguma ligação com o bosque. O volume além de apresentar uma excelente história sobre a relação de caça e caçador entre assassinos e suas vítimas, ainda desenvolve um pouco mais a relação de Júlia e do Tenente Webb. Vale a pena também conferir as recomendações de filmes e séries deixadas no texto de apresentação do volume. 


A edição da Mythos Editora é um lançamento de 2020, está em formato pequeno (21x16), em capa cartão e lombada quadrada e possui ao todo 132 páginas. A edição conta com prefácio escrito pelo editor Júlio Schneider, recapitulando a história do personagem. 

Sobre o Autor e o Ilustrador


Giancarlo Berardi é um quadrinista italiano, mais conhecido por seus trabalhos nas revistas Ken Parker e Julia. Nasceu em Gênova em 15 de novembro de 1949, Itália. Ganhou o Troféu HQ Mix de melhor roteirista em 2002 pela edição brasileira da revista Ken Parker.

Mas e aí? Conhecem o universo de Júlia Kendall? Já leram algum de seus quadrinhos? Estão acompanhando as publicações da Mythos Editora? Deixem suas opiniões nos comentários e até a próxima postagem!
Continue lendo

© Toca da Lebre – Desenvolvido com por Iunique